____________
Orixas
____________
____________
Album de fotos

Login



Parabéns Umbanda! Parabéns a todos os Umbandistas! PDF Imprimir
Share in FacebookTweet it!

 

Hoje a Umbanda completa 103 anos do seu anúncio ao plano terreno, feito pelo Caboclo das 7 Encruzilhadas. Salve o Caboclo das 7 Encruzilhadas!

Desde de 2008, ano do centenário, impulsionado pelas comemorações deste, identifica-se um forte movimento de revitalização da religião, que em função de todas as facilidades de comunicação existentes, auxilia no compor um movimento nacional muito forte.

No Paraná, ao longo da preparação da comemoração, conseguimos unificar em torno dos eventos realizados um grande número de Mães e Pais de Santo, de Templos e principalmente de médiuns Umbandistas. Realizamos sessão solene na Assembléia Legislativa do PR, onde buscamos reafirmar a necessidade do nosso reconhecimento como religião legitimamente brasileira, na Câmara dos Vereadores de Curitiba, onde resgatamos um pouco da nossa história ao homenagearmos algumas pessoas que ajudaram a escrever e escrevem até os dias de hoje essa belíssima história, culminando com a grande festa da Ópera de Arame, onde mostramos a nossa música e dança e a alegria em ser Umbandistas, que a todos contagia.

Na semana seguinte, num esforço de convocação, conseguimos ocupar as galerias da Assembléia Legislativa do Estado do Paraná, apoiando o projeto de oficialização do dia 15 de Novembro, como o “Dia da Umbanda e do Umbandista” no âmbito estadual, tal como ocorre desde 2004 em Curitiba, o que acabou por acontecer.

Desta forma, comprovamos que a nossa união é a nossa força. Juntos atingimos objetivos que individualmente, seja pessoal ou mesmo templos, não seriam atingidos, concluindo a importância da unificação dos Umbandistas em torno de objetivos comuns.

Dessa unificação inicial, que tantos frutos colheu, surgiu o processo de re-fundação da FUEP - Federação Umbandista do Estado do Paraná, culminando com a Assembléia Geral realizada em Mar/2009 que elegeu uma nova direção e atualizou o Estatuto Social.

Isso tudo, ao mesmo tempo que mostrou a nossa força quando juntos, deve pressupor a convivência pacífica dos diferentes, notadamente em atividades e eventos que exijam a concentração das nossas forças.

Essa é uma grande barreira que tem que começar a ser vencida imediatamente, é o nosso próximo passo, pois para buscar a nossa afirmação enquanto religião, exigindo o mesmo tratamento e respeito que as outras religiões têm, primeiramente temos que reconhecer e respeitar a diversidade existente na Umbanda.

Construir a nossa unidade de ação, sem que as nossas diferenças se tornem empecilhos para essa ação unitária, é a palavra de ordem do 103° aniversário.

Se a característica mais marcante da Umbanda é de ser a síntese da formação da sociedade brasileira, assimilando e mesclando rituais, crenças e símbolos do catolicismo popular, do espiritismo kardecista, dos cultos africanos, da pajelança indígena, de tradições orientais e de elementos magísticos, perfeitamente integrados, é natural que um ou outro aspecto seja diferenciado, à partir da ênfase que se dê a um ou outro dos elementos que a compõe.

Lembrando sempre que a Umbanda não tem codificação, que os seus elementos fundantes, são passados oralmente de geração em geração, e que apesar da tradição, sofrem mudanças de usos e costumes da época em que se vive, e ainda em vista de algumas particularidades, como, o local onde o Templo está instalado, as características econômico/sociais do público que o freqüenta, a mudança ou não da direção espiritual dos Terreiros e etc.

De resto, vamos comemorar, e participar ativamente do 2° Festival Paranaense de Curimbas, na festa dos 103 anos, promovida pela FUEP e Templos associados, lotando o Guairão no dia 27 de novembro.

Saravá todos os irmãos de Fé.

 

 

Quem esta On-line

Nós temos 312 visitantes online

Busca avançada

Facebook